Vítima de Culto Satânico

 

Visitei numa agradável manhã de Junho de 2012 um centro de saúde para uma regular análise sanguínea. Contudo, tive uma premonição aterradora quando entrei no laboratório: a intuição avisou-me que Satanás lá vagueava.

Sentei-me junto da porta de saída. Um homem de aspeto fatídico e movimentos erráticos estava sentado perto da janela da rececionista e um silêncio aterrador penetrava o laboratório porque temia-se uma possível ameaça.

Estava inicialmente compassivo na presença de um presumível doente mental, mas enchi-me de medo e insegurança quando o mirei. Os seus olhos, penetrantes e ameaçadores, moviam-se rapidamente, enquanto doentes mentais com liberdade de movimento geralmente são introvertidos e evitam contato visual. Devo aproximar-me do doente ou evitá-lo? Segui a minha intuição aconselhando cuidado e restrição.

Entretanto ele levantou-se, e lamentou brevemente o seu estado de saúde à rececionista: “sou licenciado e gostava de pescar … mas agora estou arruinado.” Depois entrou num cubículo e manteve diálogo com a técnica de recolha sanguínea. Eu estava atento porque sabia que ele passaria em breve por mim. Ouvi casualmente o paciente afirmar que tinha participado num culto satânico que lhe tinha arruinado a saúde, e contou histórias de horror à técnica, mas não pude registá-las.

Contemplou-me instantaneamente quando saía do laboratório, e embora temesse ser assaltado consegui camuflar a insegurança até que o doente abandonasse o edifício e pudéssemos respirar de alívio. A técnica horrorizada perguntou-me se também a iria aterrorizar. Não tenhas receio porque sou um homem de paz, retorqui!

Advertisements
This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.

4 Responses to Vítima de Culto Satânico

  1. I would like to read your newer posts, so I will bookmark you. I hope to see your updates.

  2. Nice article! I am a huge fan of your work and I’m always coming here to see what’s new. Thanks.

  3. Your articles gained my trust and admiration.

  4. Pingback: compassivo

Comments are closed.