Comunhão dos Santos

 

Jesus disse à Irmã Faustina:

“Não estás vivendo para ti mesmo mas para as almas, e outras almas beneficiarão do teu Sofrimento. O teu Sofrimento prolongado dar-lhes-á a luz e a força para fazer a minha vontade.” (Diário 67)

A proposta assume a Comunhão dos Santos e ajuda a explicar porque coisas más acontecem a pessoas boas. “O teu sofrimento é o teu tesouro”, disse-me o Espírito Santos segundo o artigo Interação Santo com o Espírito Santo.

Existem três estados na Igreja: alguns são discípulos na Terra, Igreja Militante, outros morreram e estão a expiar os seus pecados no Purgatório, Sofrimento Padecente, e outros estão em plena glória no Céu, Igreja Triunfante. A comunhão dos santos é a solidariedade espiritual que une os fiéis na Terra, as almas do purgatório e os santos no céu na unidade orgânica do Corpo Místico de Cristo.

A Igreja teve sempre grande respeito pelos mortos, e nós os ajudamos e fazemos som que as suas intercessões nos sejam através das nossas orações.

“Judas, mandou fazer uma coleta, recolhendo cerca de dez mil dracmas, que enviou a Jerusalém para que se oferecesse um sacrifício pelo pecado. Ação justa e nobre, inspirada na sua crença na ressurreição … Santo e piedoso pensamento, este de orar pelos mortos. Por isso ele ofereceu um sacrifício expiatório pelos defuntos, para que fossem livres dos seus pecados.”  (2 Mac 12: 43,46)

Costumava rezar pelas almas mais necessitadas do Purgatório, mas o Conselheiro instruiu-me recentemente a rezar pelas almas perto da purificação completa, porque A Segunda Vinda de Cristo está próxima. Aqueles que estarão vivos na Vinda do Senhor, Igreja Militante, serão então aperfeiçoados e purificados. As almas do Purgatório, a Igreja Padecente, receberão corpos ressuscitados e almas completamente purificadas, e modo purgatório terminará com a Ressurreição do corpo.

A doutrina atual do purgatório explica assim:

  1. Há purificação após a morte para aqueles que não foram totalmente santificados nesta vida.
  2. Esta purificação envolve sofrimento.
  3. Os vivos podem rezar pelas almas do Purgatório e elas podem rezar pelos vivos.
  4. As almas do Purgatório estão destinadas ao Céu.

A Igreja Militante deve esforçar-se pela purificação dos seus pecados e rezar pela purificação da Igreja Padecente, e os méritos dos santos no Céu são oferecidos por Cristo, o Mediador, e as ajudam-nos a ultrapassar as nossas fraquezas. “Não chorem, porque serei mais útil a vocês pós a minha morte,” afirmou São Dominigos.

Irmãos, se sofreram muito nesta vida, alegrem-se, porque poderão ir diretamente para o Céu; contrariamente, se tiveram uma vida relativamente fácil, encorajo-vos a praticar Obras de Misericórdia para crédito espiritual. Consultem o artigo Sede Misericordiosos.

Advertisements
This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.