A Indulgência Plenária

 

A indulgência é uma maneira de reduzir a expiação dos pecados. Uma indulgência pode reduzir um ou ambos a Penitência necessária após um pecado foi perdoado, ou o tempo no purgatório. O pecador deve satisfazer certos requisitos para receber a indulgência. Consulte o artigo Jubileu da Misericórdia como um exemplo de requisitos. O Jubileu da Misericórdia é uma Indulgência Plenária que pode anular a punição total para os pecados cometidos até à indulgência, enquanto a Indulgência Parcial só reduz a punição.

“Indulgência é a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida pelos pecados já perdoados quanto à culpa, que o fiel, devidamente disposto e em certas e determinadas condições, alcança por meio da Igreja, a qual, como dispensadora da redenção, distribui e aplica, com autoridade, o tesouro das satisfações de Cristo e dos Santos.”  (Norma 1 do Manual das Indulgências)

Particularmente importante é a indulgência plenária que um sacerdote transmite através dos sacramentos a uma pessoa em perigo de vida; se nenhum sacerdote estiver disponível, a Igreja concede a indulgência plenária a qualquer cristão que deseje receber os sacraments à hora da morte. Consulte o artigo Santa Unção.

A indulgência plenária é normalmente autorizada a devotos que participam na Primeira Missa de um padre recém ordenado. Não é o mesmo que qualquer indulgência concedida ppela participação na à Missa de Ordenação, uma vez que o bispo ordenante é o celebrante principal.

Advertisements
This entry was posted in Português and tagged . Bookmark the permalink.